instagram facebook

Samantha Canta

Possui necessidades especiais?
Reserve aqui um ingresso acessível.
SOBRE O SHOW Abertura da Casa: 20h00

Que Samantha Schmütz é multi-talentosa, todo mundo sabe. O que o novo espetáculo Samantha Canta vai mostrar no palco do Vivo Rio, no próximo dia 5 de maio, é uma intérprete segura, que tem a música em seu DNA artístico.

?Meu pai sempre me incentivou a ouvir música, desde que eu era muito pequena, e ele tinha uma forma muito lúdica de me ensinar as coisas. Me ligava fingindo que era o Roberto Carlos, aí a gente ensaiava as música que eu queria cantar pro Roberto. Esses registros ficaram em fitas que eu tenho até hoje e revelam que a minha história com a música começou ali?, relembra. A mãe, bailarina, apresentou os palcos para Samantha quando ela tinha 5 anos e, mais tarde, os musicais ? outra paixão da artista.

Toda essa bagagem virá à tona no espetáculo musical Samanta Canta, que estreia depois de quase um ano de preparação e pré-produção. A partir do programa homônimo, que estreou ano passado no Canal Bis e em breve terá uma segunda temporada no ar, veio a ideia de levar para os palcos uma biografia musical de Samantha Schmütz. Para a direção musical foi escalado um craque no assunto: o músico, compositor e produtor Zé Ricardo, curador dos encontros mais instigantes do Rock in Rio, no Palco Sunset. ?Eu tinha muita vontade de trabalhar com o Zé há muito tempo, mas ele faz muita coisa, está sempre em milhares de projetos. Ele é muito sábio, a gente se entendeu rapidamente?, pontua.

Com inúmeras curadorias e produções bem sucedidas no currículo, Zé Ricardo trouxe para o projeto a experiência, o esmero musical e o olhar de um produtor que só se envolve quando se apaixona pelo que ouve. ?Na mão de um diretor artístico a Samantha é um tesouro. Ela pode cantar o que quiser e sabe se apropriar das canções, como só as grandes cantoras fazem. A Samantha é muito talentosa como atriz e uma super cantora. Unir essas duas coisas com propriedade é muito difícil e surpreendente?, conclui Zé Ricardo.

A partir daí, foi costurar um repertório que contasse a história musical de Samantha. Mesmo em uma cultura que tende a rotular a arte, sair da zona de conforto não é problema: ?Eu gosto muito de cantar, sempre cantei, mas como a porta do humor se abriu pra mim e deu muito certo, muita gente só me vê como comediante. Como artista, não me interessa ficar no escaninho que criaram pra mim. Mesmo que esse seja um caminho mais difícil, tenho que fazer o que eu quero fazer, antes de mais nada?, reforça.

Estruturado em blocos que percorrem épocas distintas dessa biografia musical, clássicos como ?Gracias a la vida? (?uma celebração e também um agradecimento por tudo?), ?Se você pensa? e ?Não vou ficar (do repertório de Roberto e Erasmo), Beatles (?Come together?, ?Eleonor Rigby?) e pitadas de black music, outra paixão da artista (?I heard it through the grapevine?), dividem o roteiro. Um pot-pourri de Elis Regina fecha o espetáculo: ?Elis é, pra mim, a grande referência nacional de cantora que eu quero homenagear?.
OUTROS
SHOWS
Que você
pode curtir!
Qual show você
gostaria de assistir
no Vivo Rio?
enviar sugestão

Qual show você gostaria de assistir no Vivo Rio?

Preencha o formulário abaixo e deixe sua sugestão:





Desenvolvido por Casa da Criação